Newer posts are loading.
You are at the newest post.
Click here to check if anything new just came in.

February 13 2014

13:35

Os clássicos do cinema in motion

cinematics

Cinematics é um projeto experiemntal de animação e ilustração que juntou os personagens mais clássicos do cinema em uma linguagem divertida, modernete e cheia de estilo.

O autor é o motion designer brasileiro Pier Paolo, que trabalha aqui nas bandas do sul, com trilha de Marcelo Baldin.

September 18 2013

03:19

Som da cor

Yuri Suzuki é um sound designer disléxico que inventou uma maneira divertida e interessante de tornar acessíveis as notas musicais.

yuri-suzuki-color-chasers-2

Uma linha preta e canetinha de diversas cores: é com esse ingredientes que o designer criou o projeto “Color Chasers”, onde pequenos robôs são capazes de interpretar essas informações. Funciona com dois sensores: um para seguir sempre a linha preta, e outro para identificar a cor e a forma das linhas coloridas – transformando em notas, sons.

O projeto foi apresentado numa instalação audiovisual chamada “Looks Like Music” exposta no museu MUDAM. Confira o vídeo:

September 11 2013

19:47

Cymatics

sie-1

Vídeo dirigido por Susie Sie e com música de CypherAudio, Cymatics explora a relação entre composições visuais e vibração sonora.

sie-2

Filmado em diversos ângulos com uma lente macro de 100mm, o filme mostra o que acontece quando pó de licopódio vibra na superfície de uma caixa de som.

Dica: assista com fones e tela cheia.

Se você se interessou por essa peculiar relação entre som e imagem, não deixe de conferir esse post aqui, que mostra os diferentes e impressionantes padrões geométricos causados pela vibração sonora.

| via

September 09 2013

21:24

Apenas um reflexo

dhuiwuhduiwdjw

Pare tudo para explorar o novíssimo e impressionante clipe interativo do Arcade Fire.

A banda é bem conhecida por seus clipes interativos, que você pode conferir nesses posts aqui e aqui.

hguyyfy

Lançado hoje, o primeiro videoclipe do esperado novo álbum Reflektor mostra o cativante single homônimo como uma experiência audiovisual interativa. Outro clipe mais “tradicional” (mas não por isso menos criativo) com a banda foi lançado também:

Filmado no Haiti e dirigido por Vincent Morisset, o vídeo interativo permite que o público controle os efeitos das cenas através do mouse, smartphone ou tablet. A narrativa acompanha Axelle “Ebony” Munezero em uma “viagem entre seu mundo e o nosso”, como afirma a banda canadense.

wegyuqweuqw

sdijhsdijdiasdk

Em um momento que coroa a experiência de ver e ser visto, a nossa própria imagem é refletida na tela através da webcam, fazendo do espectador agente, também personagem dessa história audiovisual.

sdjaodjosa

tdtyfytfyt

sifjhoijdoijdoa

fsdffsa

Clique aqui e mergulhe nos reflexos do Arcade Fire.

September 05 2013

21:16

Meiose visual

ehwoow

Myosis é a animação feita como finalização de graduação de alunos da prestigiada escola de artes visuais Gobelins.

Myosis-Animation6-640x356

Myosis-Animation4-640x372

Myosis-Animation2-640x393

Com direção de Guillaume Dousse, Emmanuel Asquier-Brassart, Ricky Cometa, Adrien Gromelle e Thibaud Petitpas, o vídeo impressiona pela qualidade visual e narrativa.

Myosis-Animation5-640x372

hfosho

sdoiasdoa
Confira abaixo:

| via

July 19 2013

21:06

Mirror City

mirror-1

Mirror City é o vídeo mais recente produzido pelo fotógrafo e cineasta Michael Shainblum, mostrando de forma caleidoscópica imagens impressionantes de Chicago, San Francisco, San Diego, Las Vegas e Los Angeles.

mirror-3

mirror-4

Shainblum afirma sobre o filme, que demorou quatro meses para editar: “Esses clipes foram todos processados, a partir de sua forma original, nesses visuais caleidoscópicos que se pode observar no vídeo. Muitas pessoas visitam essas grandes cidades todos os dias, e todos esses lugares já foram previamente fotografados e filmados, mas eu queria emular essas paisagens urbanas de um modo que ninguém havia visto antes.”

mirror-city04

mirror_city_timelpase_01

mirror-2

“Eu queria misturar formas geométricas construídas pelo homem com elementos de cor e movimento para criar um vídeo menos estruturado, e mais uma pletora de estímulos visuais.”

Mirror-City-Timelapse10-640x360

o-MIRROR-CITY-facebook

443868344_640

Mirror-City-Timelapse9-640x360

Mirror-City-Timelapse3-640x360

Confira abaixo o vídeo incrivelmente bem editado e visualmente cativante:

| via

July 18 2013

18:35

The Big The Bang

bb1

A dupla musical Poom mostra o videoclipe completamente pop doidão para a música Big Bang.

bb2

bb3

Dirigido por Axel Courtière e produzido pela Frenzy, o clipe é uma viagem estimulante por um universo que mistura arte pixelada, 3D motion, ilustrações vibrantes e animações frenéticas.

bb4

Poom-Big-Bang

Poom-Big-Bang0

Poom-Big-Bang1

Poom-Big-Bang3

Poom-Big-Bang4

Poom-Big-Bang5

Poom-Big-Bang6

Poom-Big-Bang7

Poom-Big-Bang8

Aumente o som, amplie a tela e divirta-se:

| via

July 12 2013

22:36

Os clipes de Ewles

Casey_Yules

Conheça os interessantes vídeos do diretor independente Jesse Yules.

Crabber

Também chamado de Ewles, o cineasta canadense apresenta criações audiovisuais com abordagens experimentais, misturando tecnologia e materiais analógicos com uma acuidade artística inspiradora.

diana-perpetualsurrender

FeurdSkull

MattHelmet

OrphanC

OrphanE

Turtle_Yules

O vídeo abaixo é um clipe para a música Perpetual Surrender, de DIANA, no qual Ewles usou somente pinturas dobradas e espelhos para criar esse impressionante efeito estético:

No vídeo a seguir, o diretor mostra uma compilação dos diversos vídeos produzidos:

| via

19:17

Pingado visual

Table-Tennis-Experience1

David Rinman criou para seu projeto de graduação uma mesa de pingue-pongue interativa, que mistura sons e gráficos através do jogo.

Table-Tennis-Experience2

O projeto do aluno da Forsbergs School of Design & Advertising, em Estocolmo, Suécia, chamado de Beat Match apresenta uma experiência audiovisual gerada pelo pingar da bola, sendo que os jogadores podem interferir no ritmo da música e nos padrões gráficos.

Table-Tennis-Experience4

Table-Tennis-Experience5

Table-Tennis-Experience7

Table-Tennis-Experience8

Table-Tennis-Experience9

Confira a experiência em ação:

| via

July 05 2013

21:43

O clipe da vez

ph

Confira o clipe instigante criado pelo estúdio HelloSavants para a música Ride The Prejudice, do produtor italiano Phonat.

ph2

Phonat-Ride-the-Prejudice2

Phonat-Ride-the-Prejudice6

Os conceitos e a direção das ilustrações foram desenvolvidos por Rocco Pezzella.

Phonat-Ride-the-Prejudice1

Phonat-Ride-the-Prejudice5

Phonat-Ride-the-Prejudice7

Phonat-Ride-the-Prejudice8

Phonat-Ride-the-Prejudice9

Phonat-Ride-the-Prejudice10

Veja o vídeo abaixo:

| via

June 21 2013

21:24

Um happening em movimento

Uma viagem de trem que propõe uma experiência artística e cultural em movimento. Conheça o novo projeto do artista e cineasta Doug Aitken.

StationToStation

Aitken consolida-se atualmente como um dos grandes artistas contemporâneos, apresentando uma pesquisa e produção que investiga os diálogos entre imagem e som, como nas suas monumentais instalações audiovisuais em fachadas arquitetônicas: Song 1, no Hirshhorn Museum, e Sleepwalkers, no MoMA NY, com colaboração de Tilda Swinton, Seu Jorge, Donald Sutherland e Cat Power.

Indepdence
Song 1

Em seus trabalhos existe uma notável desconstrução da narrativa linear, colocando em voga o modo como percebemos e entendemos a relação espaço/tempo.

Doug_Aitken_Sleepwalkers_2007
Sleepwalkers

Trailer de Sleepwalkers:

Muitos devem recordar da obra Sonic Pavilion, que Aitken desenvolveu especificamente para o Instituto de Arte Contemporânea Inhotim, em Minas Gerais. Nesse trabalho, uma estrutura arquitetônica se acomoda no alto de uma colina, e em seu centro está um buraco de 202 metros de profundidade com inúmeros microfones que captam e difundem o som da terra.

sonicpavillion-diagram1

No pavilhão, o público se depara com uma desconstrução da percepção espacial, a partir da contraposição dos sentidos da visão e audição. Como em seus filmes, Aitken nos faz perceber o espaço a partir de enquadramentos feitos pelos vidros do pavilhão, e nos propõe uma trilha sonora a partir dos sons dos movimentos subterrâneos sutis, antes despercebidos ao ouvido humano.

blog-319-2_580

No novo projeto Station to Station: A Nomadic Happening, Aitken propõe uma experiência artística em um trem que viajará por 10 lugares diferentes, “uma escultura cinética que atuará como um estúdio cultural”. O artista fará a curadoria dos eventos em cada parada da viagem, que contarão com as participações do cineasta experimental Kenneth Anger, dos artistas Liz Glynn e Aaron Koblin, além de musicas de Charlotte Gainsbourg, Dirty Projectors, Twin Shadow e Dan Deacon.

9a4d7c78

“Isso é uma rápida viagem cultural, uma busca constante através de novos horizontes da nossa cultura mutável. Baseada em algumas questões como ‘Quem somos nós?’, ‘Para onde vamos?’ e, nesse momento, ‘Como podemos nos expressar?’, nossa intenção é a de criar um manifesto cultural moderno.”, afirma Aitken.

Station to Station terá início em Nova York, no dia 6 de Setembro, e partirá para Pittsburgh, Minneapolis, Chicago, Kansas City, Santa Fe, Winslow (Arizona), Barstow (California), Los Angeles, e São Francisco.

| fontes

May 23 2013

21:07

Geometria audiovisual

Pure-Geometry-9-640x360

Aproveitando as imagens geométricas excitantes de Simon C. Page, que divulgamos nesse post, aqui vai um estímulo audiovisual do motion designer ucraniano Alexey Romanowsky.

Pure-Geometry-8-640x360

Pure-Geometry-6-640x360

Pure-Geometry-3-640x360

No vídeo Pure Geometry, o designer mistura animação, padrões cromáticos e geométricos ao som de Clandestine, do músico experimental Vector Lovers.

| via

April 01 2013

16:25

Vem dançar no BaixoCentro!

E vamos para mais uma edição do Festival BaixoCentro!

Uma utopia possível, feita por pessoas e para pessoas. Nada de instituições, empresas, governos, ou relações duras e tradicionais por trás. Aqui, tudo é feito por outras vias de produção, outros modelos, outras crenças. Tudo colaborativo. Não há gana por lucro. Há gana pela mudança.

Entre os dias 5 e 14 de abril de 2013, as ruas da região central de São Paulo serão ocupadas com música, cores, performances, oficinas e tantas outras atividades que demonstram que a cidade pode ser muito menos opressora do que ela é hoje. E você pode ajudar tornar São Paulo uma cidade mais colorida!

São mais de 530 atividades que acontecerão na região para trazer as pessoas de volta ao Baixo Centro. Porém, é necessário seu engajamento para realizar esta segunda edição. Isso mantém o caráter independente e colaborativo do Festival. O que isso significa? Não há parcerias com governos, não há investimentos da iniciativa privada, e nem leis de incentivo à cultura por trás.

Ajude a realizar o Festival BaixoCentro 2013
catarse.me/BaixoCentro2013

A campanha do financiamento coletivo já vai acabar!

Quem quiser ajudar a realizar a segunda edição do Festival BaixoCentro 2013 tem até amanhã para doar. É só clicar aqui, fazer o cadastro, escolher a contrapartida e ajudar a viabilizar mais de 530 atividades pelas ruas do centro da capital paulista.

A campanha, hospedada na plataforma de financiamento coletivo Catarse, durou 25 dias e teve como meta arrecadar cerca de R$ 62 mil. O orçamento, que está aberto e detalhado aqui, contempla o aluguel e compra de equipamentos necessários para viabilizar a maioria dos projetos (os outros não precisam ou podem usar os materiais que já temos). Para ver o resultado desta primeira edição, acesse a nossa cobertura colaborativa.

Neste ano, recebemos o quíntuplo de propostas de atividades por meio da chamada pública (que podem ser vistas por aqui). O trabalho mais que dobrou e o tempo de arrecadação diminuiu.

As contrapartidas para o financiamento começam com o valor de R$ 10 e envolvem desde adesivos e buquês de flores, até experiências gastronômicas harmonizadas com cachaça.

Ajude também convidando seus amigos, tias, vizinhos… E se quiser fazer mais, curta e compartilhe o conteúdo no Facebook, mande emails, tweets, post em seu blog, movimente-se!

Quer fazer mais ainda?
Participe das reuniões públicas do projeto, envie um email para baixocentro@googlegroups.com

Saiba mais ó:
festival.baixocentro.org
baixocentro.org
catarse.me/BaixoCentro2013
.

Tweet Tags: artes, audiovisual, BaixoCentro, cidade, colorido, Conversas, cores, cultura digital, dança, debates, Encontros, evento, festival, gratuito, laboratórios, letras, música, Oficinas, Passeios, performance, São Paulo, teatro

July 05 2010

14:16

MIScellaneous

Diversidade é o que você procura? Ah, então tem que passar no MIS para ver o novo projeto da ROJO®, a ROJO®NOVA. É uma mostra de talentos nacionais e internacionais que ilustram o processo criativo através de uma constante renovação da arte. A exposição em si é o próprio processo criativo, pelo que as obras ficam em mutação até ao término da exposição no dia 15 de Agosto. Participam mais de 50 criativos de todo o mundo, incluindo Mark Jenkins, Maya Hayuk, Fuck Buttons, Ryuichi Kurokawa, Robert Seidel, Krink, Kit Webster, Flávio Samelo, Tunng, Sin Fang Bous, Objeto Amarelo, Mulheres Barbadas, entre outros.

Essa exposição é uma combinação de artes visuais com técnicas muito contemporâneas, bem como experimentação com recurso a novas tecnologias. Tem tudo para todos os gostos e vale a pena voltar mais de uma vez para admirar a evolução da obra, que é sujeita a várias intervenções de diferentes artistas ao longo do tempo. E para não esquecer: Domingos é de graça! Como pode resistir?


Mulheres Barbadas

Mark Jenkins

Maya Hayuk

Fuck Buttons

Kit Webster

Tags: arte, audiovisual, Contemporâneo, design, experimental, Flávio Samelo, Fuck Buttons, imagem, Kit Webster, Krink, Mark Jenkins, Maya Hayuk, MIS, Mulheres Barbadas, Objeto Amarelo, Robert Seidel, ROJO®, ROJO®NOVA, Ryuichi Kurokawa, Sin Fang Bous, som, Tunng

Posts relacionados

Older posts are this way If this message doesn't go away, click anywhere on the page to continue loading posts.
Could not load more posts
Maybe Soup is currently being updated? I'll try again automatically in a few seconds...
Just a second, loading more posts...
You've reached the end.

Don't be the product, buy the product!

Schweinderl